Seguidores

domingo, 25 de agosto de 2013

Recados que não queria...!!!

                                
              











Poeta Cigano

A sua voz, pela brisa veio,
E há tempos não a ouvia,
Trazendo, algum, recado,
Recados, que não queria!

Chegou, à minha mente,
Algo querendo, me dizer,
E tão rápido e de repente,
E por certo vou esquecer!

Não mais penso nela não,
Nada então, quero ouvir,
Foi essa chegada em vão,
Não importando pra mim!

E, de lado, isso vou deixar,
Pelo tempo, tudo se diluiu,
Da vida estou eu a apagar,
Um amor que nunca existiu!!!!!!!

“Poesias do Poeta Cigano”
(Cantinho do Poeta Cigano)

















23 comentários:

Nal Pontes disse...

Linda Poesia! Te desejo um domingo maravilhoso e abençoado. Um abraço

ॐ Shirley ॐ disse...

Tudo muda, tudo se dilui no tempo...Lindo, Carlos! Beijos!

lia disse...

è bom podermos ter o controle de nossas decisões e vivenciarmos o que nos faz bem. Amores e quereres tb.
Abraço amigo, linda poesia. Te espero no www.lialendoavida.blogspot.com

Lua Negra disse...

As vezes queremos esquecer algumas vozes, substituir por outras, nem sempre somos felizes nesse intento...
Linda e linda poesia amigo poeta.
Estou ausente devida a muitas coisas em meu caminhar, mais nunca esqueço esse encato de sua casa.
Bjs.
Lua
(natueza de lua negra)

Gracita disse...

oi amigo carlos
O tempo se encarrega de diluir todo o sofrimento. lindo e triste teu poema.
Que a sua nova semana seja abençoada e repleta de muito amor e harmonia.
Beijos com meu carinho e ternura
Gracita

Arione Torres disse...

Oi querida Carlos, que lindo, adorei!!!
Lhe desejo uma semana maravilhosa, abraços!!

Evanir disse...


Meu amigo quantas saudades a gente sente dos blogs dos amigos.
Eu por estar com problemas de saúde quase ñ
consigo fazer visitas de vez em quando venho ao
encontro do amigo e matar um pouco das saudades.
Uma semana abençoada beijos , Evanir.

Marlene disse...

Bom dia amigo poeta parabens pelo bom gosto e magia nas palavras ao compor
eus versos lindos tenha exelente semana um abraço marlene

Vivi disse...

Por motivos de doença tenho andado ausente dos meus blogues favoritos.
Sempre que aqui venho, saio encantada com a linda poesia. Levo comigo magia.
Uma excelente semana cheia de Paz e Harmonia.
Um abraço
Vivi

Ritinha disse...

È, estou assim, não querendo saber ou ouvir coisas que podem me entristecer. Mesmo sabendo que tudo muda com o tempo.
Linda poesia.
Linda demais!
bjs
Ritinha

GARDENIA disse...

Mcuhas veces no queremos saber...Estupendo
Besos

IldaCarol disse...

Não acredite em algo simplesmente porque ouviu. Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito. Não acredite em algo simplesmente porque esta escrito em seus livros religiosos. Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade. Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração.
Acreditou....brincadeira saíu mal.
Que pena amigo.
Bjs

Nequéren Reis disse...

Olá!!!, Deus te abençoe, poesia encantadora amei,o seu blog é maravilhoso continue assim, S-U-C-E-S-S-O
Já estou te seguindo, aguardo a retribuição.
Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis
Fanpage: https://www.facebook.com/pages/Batom-Vermelho/490453494347852?ref=ts&fref=ts
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br

Márcia Rocha disse...

Nada é eterno, e o tempo se encarrega de TUDO... D+ poeta.
Beijos Márcia (Rio de Janeiro - Brasil)

http://decolherpracolher.blogspot.com

Suzane Weck disse...

Ola querido Poeta Cigano,muito linda poesia.Meus cumprimentos e meu abraço saudoso.SU

Gracita disse...

Olá amigo Carlos
O tempo se encarrega de diluir a dor de uma desilusão amorosa. Lindo e nostálgico.
Beijos com carinho
Gracita

Ps.Meu amigo peço desculpas por não poder ajudá-lo. Aquela imagem eu ganhei há muito tempo de um amigo e não faço a mínima ideia que programa ele usa para compor aquele tipo de letra na cor dourada. Olhe eu não sei fazer e não conheço site ou programa que as pessoas usam. Se eu tivesse esse conhecimento teria prazer em passar para você.

Vinicius Geyer disse...

Belas palavras amigo!!!
Parabéns pelo blog poético e profundo.
Voltarei outras vezes....
Abraço.

Rovênia disse...

Retribuindo a visita. Bonito poema, embora com aquela pincelada de nostalgia! Quem sabe o tempo do amor?
Um abraço!

Ateliê Tribo de Judá disse...

Olá Carlos,
É uma honra receber sua visita no Ateliê, aprecio poesias e as almas livres que brilham levando luz com suas expressões de arte.
Certamente que estarei aqui mais vezes para apreciar seu talento na arte de encantar através das poesias, e também sentir essa atmosfera de amizade que nos envolve neste belo blog.
Beijos
Joelma

Nequéren Reis disse...

Olá!!!, Deus te abençoe, amigo obrigada pela visita eu amo quando os homem entra no meu blog, vocês são muito sinceros,o seu blog é maravilhoso continue assim, S-U-C-E-S-S-O
Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis
Fanpage: https://www.facebook.com/pages/Batom-Vermelho/490453494347852?ref=ts&fref=ts
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br

nil barros disse...

Boa noite amigo! Estou curtindo seu blog e esmiuçando seu conteúdo. Já estou te seguindo. Te convido a visitar meu modesto espaço de fotografias:

http://caligrafiadeluz.blogspot.com.br/

Grande abraço.

Ana Brito disse...

Dá vontade de ficar por aqui,ouvindo música de verdade,que toca o coração e degustando suas poesias!rsrsrs...

Cris Mandarini disse...

Bom dia Carlos ,agradeço o carinho da visita ,é m prazer conhecer seu blog ,lindas poesias ,parabéns.http://crismandarini.blogspot.com.br/