Seguidores

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Sonhos e Devaneios...!!!

Poeta Cigano.

Muitas das vezes, sonho eu, acordado,
Numa cadeira de balanço acomodado,
Sem rumo e, olhar perdido, no tempo,
Sem a vestimenta do real e, disfarçado,
Minha fantasia curto, nesse momento!

Todas as tardinhas, antes do anoitecer,
Em minha cadeira, lá estou eu sentado,
Na varanda, feliz, e também encantado,
Vendo a lua chegar e, o sol se esconder,
Pela imaginação vagando e, fascinado!

Divago eu por distantes mundos, assim,
Sem quaisquer pressas ao por lá passar,
Com minha amada, a me acompanhar,
De mãos dadas e, sorrindo ela pra mim,
Não mais me deixando parar de sonhar!!!!!

Sonhos são sonhos. São lindos. Mesmo
Acordado. Acaricia a nossa alma e
Presenteia nosso coração. Sonhos de amor,
Então... !!!!!!!!!!!!!!

“Poesias do Poeta Cigano”

(Cantinho do Poeta Cigano)








13 comentários:

@@@FLORZINHA FELIZ SEMPRE@@@ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
@@@FLORZINHA FELIZ SEMPRE@@@ disse...

disse...
BOA TARDE POETA QUERIDO!

Parabéns novamente pelo seu magnifico Poema!!!

Ahhh....esse tal dos sonhos que muitas vezes nos atormentam até eles serem realizados...é uma delicia!

Poeta se sonhar dormindo é bom...
Acordado(a)é MARAVILHOSO...rsrrs.bjs no seu lindo ♥
sonhe o que quiser...mas SONHE!

Um sonho sonhado sozinho é um sonho. Um sonho sonhado junto é realidade.
Raul Seixas

*AMO SONHAR*

Dilmar Gomes disse...

Amigo Carlos, acaba de nos contemplar com mais um lindo poema!
Um abraço. Tenhas uma linda semana.

ReltiH disse...

SIEMPRE UN PLACER LEER SUS VERSOS TAN ENAMORADOS.
UN ABRAZO

Ricardo/águia_livre disse...

Bom dia ... Boa tarde ... Boa noite
Bonito blogue onde a harmonia das palavras se enlaça em frases perfeitas. Poema lindíssimo. Gostei de ver e ler. Parabéns.

Gostava que visitassem e, querendo, se fizessem seguidos/as. Fica o meu agradecimento. Obrigado.

http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Deixo cumprimentos
********************
Já ser seguidor
Linkei o endereço deste fantástico blogue, no meu ( Pensamentos e devaneios)

Ingrid disse...

sinto o balanço das palavras ..
no embalar dos teus versos..
beijos poeta.

GARDENIA disse...

Soñar en la espera, la anticipa
Hermosa letras
Abrazo

Cristal de uma mulher disse...

Teus versos amigo me é familiar pois caminha a passos que só a natureza traduz.
Veja em cristal de uma mulher escrevi uma bela postagem sobre os ciganos,mais não te vi lá...

Um beijo enorme amigo

La Gata Coqueta disse...



Llena tu mente de bellos pensamientos
y deja que ellos trabajen en tu corazón,
pintando un interior de alegría,
para que aflore en el espejo tus ojos
la más bonita de las sonrisas.

Te deseo tengas un hermoso
comienzo de semana.

Esta amiga que te quiere y aprecia!
María Del Carmen



IldaCarol disse...

Amigo Carlos vim fazer a minha visita diária edeixar minhas pegadas.

Se pensar é o destino do ser humano, continuar sonhando é o seu grande desafio. E isto, é lógico, implica em trajetórias com riscos, em vitórias, com muitas lutas, e não poucos obstáculos pelo caminho. Apesar de tudo, seja ousado. Liberte sua criatividade. E NUNCA DESISTA DOS SEUS SONHOS, pois eles transformarão sua vida em uma grande aventura.
Augusto Cury.
Fica meu abraço carinhoso.

Mariazita Azevedo disse...

Meu querido amigo
Posso sentar a seu lado, na varanda?:)
Ai quantas vezes o faço, em pensamento! E as memórias fluindo...e o ser amado visualizado, e tão distante!

Faz tempo que não passava por cá, mas apenas por falta de tempo. Este é um mal geral - a falta de tempo:)

O seu poema (como todos, afinal) é lindo e toca-me fundo!

Uma óptima semana.
Beijinhos

Rosa Branca disse...

meu amigo concordo com vc sonhos são sempre lindos.
Um abraço carinhoso

Paty Alves
Ágape Amor Verdadeiro
Patyiva
Vou Conseguir

Lucinha disse...

Carlos,

O que mais tenho feito nos últimos tempos é sonhar. Seja dormindo, ou acordada.
Os meus são lindos também.

Gostei muito do seu gatinho Barnabé. Diga que mandei um carinho pra ele.

Lindo final de semana! Abraços.