Seguidores

quarta-feira, 18 de março de 2015

"Perdoa-me, querida...!!!"















Poeta Cigano

Uma fria chuva chega, indesejada,
Perdem-se meus olhos pela janela,
Da vidraça, busco a minha amada,
Cada pingo conto,  pensando nela!

Insistente, a chuva não quer ceder,
O vidro embaça, ofusca meu olhar,
E sem o amor dela para preencher,
Meu vazio d’alma,  passo a chorar!

Sua  ausência pode ser decorrente,
Do insensato ato e, inconsequente,
Quando quis só viver, uma paixão!

De  lado deixei, o amor que queria,
Agora, arrependido, peço a alforria,
Quero-a de volta,  lhe peço perdão!!!!

POETA CIGANO – 18/03/2015

http://centelhaspoeticas.blogspot.com


“Meus Sonhos e Devaneios Poéticos”

5 comentários:

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Um belo poema do poeta cigano.
Um abraço e bom fim de semana.

Pérola disse...

O amor sempre nos atinge, amarra e deixa despojados.

Beijo

Nidja Andrade disse...


"Saudades do que veio mas não ficou, saudades do que foi mas não partiu. Mas me partiu"
Parabéns! Adoro sua escrita...seus sentimentos na ponta da caneta!
Abraço forte e um excelente final de semana.

Maria Rodrigues disse...

Belissimo poema. Ontem foi dia Mundial da poesia, não deu para vir felicitá-lo mas deixo hoje, os meus Parabéns e o meu sincero obrigado, pelos momentos especiais que nos oferece, através da sua poesia.
Beijinhos
Maria

Mary disse...

Lindo poema, como todos os outros seu!

Meu amigo poeta, obrigada pelo selinho, já levei para o meu blog de selinhos!


Bjos querido!