Seguidores

quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

"Dor e Silêncio".


Poeta Cigano.

Vejo no espelho d’água,
Meus olhos de tristeza chorar,
São rastros de uma mágoa,
Um grito preso a me sufocar!

Dor atroz a me dominar,
Com seus grilhões a me prender,
Parece querer me escravizar,
Matando a razão do meu viver!

Não, não espero dela compaixão,
Essa dor de amor fiz por merecer,
É apenas um desabafo do coração!

Agora só me resta tudo esquecer,
Recolher-me à minha solidão,
Pedindo silêncio nesse sofrer!!!!!


4 comentários:

POESIA CÁ E LÁ disse...

Poema de dor, de rendição, contrição.
Mesmo tão triste e dolorido não perdeu a poesia e beleza.
Parabéns, poeta.

beijos ternruentos

Clau Assi

REGGINA MOON disse...

Querido Poeta,

Vim aqui te visitar e me perdi em seus versos...tudo muito lindo, realmente é um momento de "se perder" e viajar em seus poemas e músicas...Parabéns!


Beijos!!!

Reggina Moon

josiane disse...

Meu amigo querido
Já o havia visitado antes e volto sempre para refugiar-me em noites longas...rsrs
Belissimo poema!!
Maravilhoso
Beijos meu amigo

@@@FLORZINHA FELIZ SEMPRE@@@ disse...

OLA MEU POETA AMADO!
PASSANDO PARA VISITAR E LER SEUS LINDOS POEMAS,MIL BJKAS DE SAUDADES NO ♥,SUCESSO SEMPRE MEU NOBRE AMIGO!