Seguidores

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012



As imortais obras de um Poeta...!!!

 








Poeta Cigano.

Aqui jaz, num rude solo frio e solitário,
Sob chão batido, um poeta adormecido,
À sombra de um seco Ipê já centenário,
De poemas e versos, jamais esquecidos!

E mesmo sob esse chão, ora escondido,
Não haveria as suas poesias de acabar,
Pois, não haviam seus versos, morrido,
Imortalizados, vieram eles, para ficar!

E, a tosca cruz, sem nome, nesse chão,
De pouca valia era, não precisava não,
Pois só descansava o poeta, adormecia!

Seus versos bailarão, ao sabor do vento,
Sem rumo, levando seus encantamentos,
E, para sempre, a beleza de suas Poesias!!!!




(Cantinho do Poeta Cigano).








4 comentários:

POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

Bela poesia poeta. Um belo fim de semana

Elisabete disse...

Através da sua obra, um poeta é eterno. Um abraço

escuchando palabras disse...

te mereces un aplauso!!! beso

Pedro Luis López Pérez (PL.LP) disse...

Es una Poesía, realmente Preciosa y contemplativa.
Abraços.